O histórico Safari WRC volta ao calendário graças à ajuda de mais de um milhão de
euros do governo queniano

A aposta de voltar a ter Nairobi de volta ao calendário 2021 do WRC recebeu o apoio do presidente
do Quênia, Uhuru Kenyatta e do vizinho Uganda.

Parte dos fundos será usado para estabelecer o WRC Safari Rally Project, que supervisionará a
organização e o desenvolvimento de um Safari Rally ao estilo WRC no final deste ano e que será um
 candidato real para a próxima temporada.

“A aprovação por parte da FIA do Safari Rally no Quênia em 2018 a nível continental (vem) com a
confirmação do WRC para 2021″, disse o secretário do gabinete para esportes do Quênia, Hassan Wario.

O presidente da FIA, Jean Todt, também apoia há muito tempo o retorno do WRC à África.
Sabe-se que ele e Kenyatta falaram sobre isso quando se conheceram em 2015.

O presidente da junta de automobilismo de Uganda, Dusman Okee, também pediu ao promotor do WRC,
Oliver Ciesla, no final de 2017 para voltar a ter uma etapa na África, algo que não acontece desde 2002.

“Levamos em conta a longa e importante história do Safari Rally no World Rally Championship e o lugar
 que ocupa nos corações da população queniana”, disse Ciesla.
“Agradecemos à paixão, os grandes esforços e o compromisso que o governo do país e a Federação de
Automobilismo do Quênia estão dando ao projeto para devolver o WRC à África”.

“Estamos empenhados em organizar esta rodada do WRC no continente africano  e continuaremos a
trabalhar em estreita colaboração com o governo e a federação com o objetivo de ver novamente o
Safari Rally também no calendário do WRC 2022″.

O Safari Rally continuou a ser celebrado depois de sair do calendário do WRC há 16 anos, mas o evento
que atualmente faz parte do Campeonato Africano é uma sombra do que era.  Neste retorno ao WRC.
2021, será disputado em uma rota similar à de 2002, que teve 12 especiais em três dias em mais de mil
quilômetros….

O “Safari” será a próxima prova do WRC 2021, nos dias 23/25 de 2021.