A equipe Rosberg X Racing, do ex-campeão mundial de F1 Nico Rosberg, conquistou a vitória do primeiro evento da Extreme E, inicialmente se recuperando de um início lento para tirar vantagem no Desert XPrix da Arábia Saudita no domingo (4).

A final foi disputada pelas duas equipes mais rápidas de domingo na semifinal, a Rosberg X Racing e X44, e o vencedor da “corrida maluca”, Andretti United, em uma corrida frente a frente em duas voltas na difícil pista.

O atual campeão mundial de Rally Cross, Timmy Hansen, voou para fora da linha de partida para assumir uma grande liderança no primeiro portão mas, os lentos iniciais de Johan Kristoffersson e Sebastien Loeb logo o alcançaram com a ajuda de algum hyperdrive.

Kristoffersson passou para a liderança no segundo portão e imediatamente começou a criar uma vantagem antes da troca de driver. Enquanto isso, Loeb caiu ainda mais para trás com pouca visibilidade prejudicando seu ritmo, ficando um minuto atrás na troca.

Molly Taylor manteve a vantagem durante sua volta para trazer o carro da Rosberg X Racing Odyssey 21 SUV em primeiro lugar para marcar 25 pontos. Catie Munnings estava apenas 23 segundos atrás, em segundo, com Cristina Gutíerrez a mais de 90 segundos atrás, ficando em terceiro para a equipe X44 de Lewis Hamilton.

A semifinal de domingo viu Carlos Sainz e Laia Sanz serem terceiros, o que significa que eles terminaram em quarto lugar geral para a equipe Sainz XE, à frente dos vice-campeões Christine Giampaoli Zonca e Oliver Bennet no carro Hispania Suiza e Jensen Button e Mikaela Ahlin da equipe JBXE Kottulinsky.

O sétimo lugar foi para o time do ABT Cupra, que se envolveu em uma colisão com Kyle Luduc da Chip Ganassi durante o evento. A equipe Veloce terminou em nono após uma quebra no sábado que não foi reparar a tempo de competir na sessão de domingo.